Crie seu próprio Site Grátis! Templates em HTML5 e Flash, Galerias em 2D e 3D, Widgets, Publicação do Site e muito mais!
 ANABOLIZANTE MATA

Translate this Page







 

 

 

 

 

 

 

 

EFEITOS COLATERAIS


Conheça os anabolizantes mais usados e seus principais efeitos colaterais.


Os esteróides anabolizantes são um grupo de hormônios ligados aos androgênios, os hormônios masculinos. São usados para melhorar a performance atlética e estimular o ganho de massa muscular.

O androgênio natural produzido pelo nosso organismo é a testosterona, responsável pela maior massa muscular, pela característica distribuição de pelos e pela voz mais grossa do sexo masculino. Os hormônios masculinos são produzidos nos testículos e na supra-renal.

Muitos atletas e frequentadores de academia têm feito uso de androgênios sintéticos visando aumento de performance competitiva e aumento de massa muscular para fins estéticos.

AnabolizantesEntre os mais comum podemos citar a Nandrolona (Deca Durabolin), estanozolol (Winstrol), androstenediona (Andro)*, dehidroepiandrosterona (DHEA)*, Oxandrolona (Anavar), Oximetolona (Anadrol-50 ), dihidrotestosterona (DHT) e a metiltestosterona.

* Parecem não oferecer real ganho de massa muscular

Os androgênios são usados na medicina desde a década de 30 e até hoje apresentam muitas finalidades na área médica, como no tratamento da caquexia em doentes com câncer e HIV, nos jovens com atraso de puberdade, no hipogonadismo, na andropausa, etc...

Desde 2002 surgiu uma nova classe de esteróides anabolizantes sintéticos, chamados de "designer steroids", voltados exclusivamente para atletas, já que foram desenhados para não serem detectados nos exames anti-doping. São drogas não testadas em estudos clínicos e não aprovadas para uso médico. São a classe mais perigosa de anabolizantes uma vez que não havendo trabalhos científicos sobre seus riscos e efeitos, os usuários acabam sendo as próprias cobaias.



Os mais famosos são:
Tetrahidrogestrinona (THG)
Desoximetiltestosterona (Madol)
Norboletona (Genabol)

Efeitos colaterias dos anabolizantes

- Testículos
Diminuem a função dos testículos levando a supressão da produção de testosterona natural, reduzindo a produção de espermatozóides e causando sua atrofia (diminuição de tamanho).

- Ginecomastia  (mama masculina))
É o termo usado para o aparecimento de mamas nos homens. Normalmente a testosterona é convertida em parte para o hormônio feminino estradiol. Quando se toma grandes quantidades de testosterona, grandes quantidades viram estradiol e estimulam o desenvolvimento de mamas. Nem todos os esteróides anabolizantes causam ginecomastia. Alguns como a dihidrotestosterona não são convertidos em estrogênio.

- Eritrocitose
É o aumento dos glóbulos vermelhos (hemácias). É o oposto da anemia.

- Hepatite
Alguns androgênios são tóxicos ao fígado, podendo levar a hepatite e falência hepática. Um dos principais é o estanozolol (Winstrol).

- Coração
Parece haver um maior risco de morte súbita por doenças cardíacas em usuários de anabolizantes, mesmo naqueles que são jovens e não apresentam doença cardíaca prévia. Alguns anabolizantes também aumentam os níveis de colesterol LDL e reduzem o colesterol HDL

Existe também uma incidência maior de hipertensão nos usuários de esteróides anabolizantes

- Pele
Além de acelerar o processo de calvície, pode produzir acne grave. Na foto abaixo o usuário desenvolveu uma acne tão extensa que quase morreu de sepse . As cicatrizes ficarão para sempre.

Anabolizantes

- Outros
Os esteróides também são associados a insuficiência renal , glomerulonefrites ), câncer de próstata ), alteração da voz, comportamentos agressivos e distúrbios psiquiátricos.

- Adolescentes
Os anabolizantes interrompem o crescimento e aceleram a puberdade se tomados quando muito jovem.

- Mulheres
Talvez os efeitos mais drásticos ocorram no sexo feminino. As mulheres passam desenvolver características masculinas como voz grossa, alargamento da mandíbula, aumento do clitóris, calvície, crescimento de pelos na face e cessação da menstruação.


 





Os esteróides anabolizantes, ou apenas anabolizantes, são drogas relacionadas ao hormônio masculino Testosterona fabricado pelos testículos. Os anabolizantes possuem vários usos clínicos, nos quais sua função principal é a reposição da testosterona devido a algum déficit ocorrido por algum problema de saúde. Além desse uso médico, eles levam ao crescimento da musculatura, aumento da síntese (produção) de proteína e de cálcio nos ossos (efeito anabólico) e ao desenvolvimento das características sexuais masculinas tais como crescimento do órgão genital masculino e dos pelos, engrossamento da voz, aumento da libido e da potencia sexual, etc. (efeito androgênico). Por estes motivos estas substâncias são muito procurados por atletas ou pessoas que querem melhorar a performance e a aparência física. Esse uso estético não é médico, portanto é arriscado e ilegal, podendo acarretar sérios problemas à saúde.

A literatura aponta para o potencial dos esteróides anabolizantes de criar dependência. Os motivos que levam a esta são desconhecidos, pois a forma como são utilizados torna difícil para os pesquisadores chegarem à conclusões a respeito da frequencia, duração do uso e dosagens para gerar dependência. Os sintomas de abstinência como, depressão psicológica, fadiga, inquietude, insônia, perda do apetite, diminuição da libido, "craving", dores de cabeça, insatisfação com imagem corporal e, raramente, ideação suicida. Também já foram referidos. Contudo, nenhuma síndrome de abstinência foi psiquiatricamente descrita.


Outros nomes

No comércio brasileiro, os principais medicamentos à base dessas drogas e utilizados com fins ilícitos são: Winstrol®, Androxon®, Durateston®, Deca-Durabolin®. Porém, além destes, existem dezenas de outros produtos que entram ilegalmente no País e são vendidos em academias e farmácias.


Formas de Ingestão

Os esteróides anabolizantes podem ser tomados na forma de comprimidos ou injeções.

                              

Freqüentemente são combinados diferentes anabolizantes supondo que a interação destes produziria um aumento maior da musculatura e de sua efetividade, além de minimizar os efeitos negativos. Esta prática é chamada de "stacking" ("empilhamento").

Outra forma de uso dessas drogas é chamado de "cycling" ("cíclico") no qual o período de uso acontece durante semanas ou meses, é interrompido por um tempo, e depois inicia-se o uso novamente.


Efeitos e Riscos à Saúde

Icterícia, tremores, aumento da pressão sangüínea, acne severa, tumores no fígado, retenção de líquidos, provoca diminuição dos índices de HDL (a forma boa do colesterol), e dores nas juntas.

Anabolizantes No homem: há uma diminuição da produção e da qualidade de espermatozóides, os testículos reduzem de tamanho, impotência, infertilidade, aumento da próstata, dificuldade ou dor para urinar, desenvolvimento de mamas, calvície, maior chance de canceres do rim e fígado e ataque cardíaco.
Anabolizantes Na mulher: voz grossa, aumento do clitóris, crescimento de pêlos faciais, alterações ou ausência de ciclo menstrual, diminuição de seios.
Anabolizantes No adolescente: maturação esquelética prematura, puberdade acelerada levando a um crescimento raquítico.

O abuso de anabolizantes, principalmente em altas doses, pode causar também uma variação de humor incluindo agressividade e raiva incontroláveis que podem levar a episódios violentos. Esses efeitos são associados ao número de doses semanais utilizadas. Usuários, freqüentemente, tornam-se deprimidos quando param de tomar a droga. Ainda podem experimentar um ciúme patológico, extrema irritabilidade, ilusões, podendo ter uma distorção de julgamento em relação a sentimentos de invencibilidade, distração, confusão mental e esquecimentos.

Aqueles que usam a droga via injeções correm o risco de compartilhar seringas e contaminar-se com o vírus da AIDS ou da hepatite.

Anabolizantes

O que são esteróides ou anabolizantes como são mais conhecidos?

Esteróides Anabolizantes são drogas fabricadas para substituirem o hormônio masculino Testosterona, fabricado pelos testículos. Eles ajudam no crescimento dos músculos (efeito anabólico) e no desenvolvimento das características sexuais masculinas como: pelos, barba, voz grossa etc. (efeito androgênico).

São usados como medicamentos para tratamento de pacientes que não produzem quantidade suficientes de Testosterona. Os principais medicamentos esteróides anabolizantes utilizados no Brasil são: Durasteton® , Deca-Durabolin® , Androxon®.


Como os anabolizantes são utilizados?

Podem ser usados na forma de comprimidos, cápsulas, ou como injeção intramuscular.

Por que as pessoas usam os anabolizantes?

Os que utilizam essas drogas sem ser por problemas médicos, fazem esse uso para melhorar o desempenho nos esportes, aumentar a massa muscular e reduzir a gordura do corpo.

Quem são as pessoas que mais usam os anabolizantes?

Os principais usuários dessas drogas são os atletas, porém o uso também está espalhando-se entre os não–atletas que buscam um corpo "sarado" (forte, desenvolvido). Os homens são ainda os maiores usuários, mas esse uso vem crescendo entre as mulheres.

O que os anabolizantes fazem no corpo a curto e longo prazo?

O uso indevido dessas drogas pode acarretar inúmeros problemas como:

Homens e adolescentes: redução da produção de esperma, impotência, dificuldade ou dor em urinar, calvície e crescimento irreversível das mamas (ginecomastia).

Mulheres e adolescentes: aparecimento de sinais masculinos como engrossamento da voz, crescimento excessivo de pelos no corpo, perda de cabelo, diminuição dos seios, pelos faciais (barba).

Em pré-adolescentes e adolescentes de ambos os sexos: finaliza, prematuramente, o crescimento deixando-os com estatura baixa para o resto de suas vidas.

Em homens e mulheres de qualquer idade: aparecimento de tumores (câncer) no fígado, perturbação da coagulação do sangue, alteração no colesterol, hipertensão, ataque cardíaco, acne, oleosidade do cabelo e aumento de agressividade que pode manifestar-se em brigas.

Usuários que injetam esteródes anabolizantes com técnicas inadequadas e não estéreis (livre de contaminação), ou dividem agulhas contaminadas com outros usuários, correm o risco de contrair infecções como HIV, hepatite B e C. Há ainda, o problema com preparações ilegais dessas drogas, as quais são elaboradas em condições não estéreis colocando em risco os que as utilizam.

Quais são os efeitos dos esteróides anabolizantes sobre o comportamento e mente?

Essas drogas, principalmente em altas doses, aumentam a irritabilidade e agressividade. Esses usuários podem cometer atos agressivos como luta física, roubo, ou utilizar a força para obter alguma coisa.

Ainda em altas doses, os usuários podem desenvolver outros comportamentos como: euforia, aumento da energia, alteração de humor, distração, esquecimento e confusão.

Os anabolizantes afetam a escola ou trabalho?

Se o usuário chegar a desenvolver comportamentos violentos e/ou problemas de esquecimento ou confusão, fica difícil manter-se na escola ou no trabalho.

Os anabolizantes levam ao uso de outras drogas?

Os esteróides anabolizantres não são consideradas drogas que induzem o uso de outras drogas ilícitas, ou seja, não são porta de entrada para uso de outras drogas. Porém, os usuários dessas drogas para fins estéticos chegam a utilizar de 10 a 100 vezes mais a dose médica recomendada e normalmente misturam dois ou mais diferentes anabolizantes, oral e/ou injetável e algumas vezes utilizam compostos veterinários. Agem dessa forma porque acreditam que a mistura de vários compostos possa dar um efeito maior sobre os músculos.

Na tentativa totalmente errônea de previnir o aparecimento de efeitos indesejáveis, alguns usuários tomam medicamentos antihipertensivos e também medicamentos anti-câncer.

As pessoas ficam dependentes dos anabolizantes?

Usuários de anabolizantes podem desenvolver dependência a essas drogas. Essa dependência pode ser percebida no usuário que continua tomando anabolizantes mesmo depois de ter tido consequências causadas pela droga como problemas físicos, nervosismo, irritabilidade, efeitos negativos com suas relações com as pessoas. Além disso, gastam grande quantidade de dinheiro e tempo para obter a droga e quando deixam de usá-las apresentam uma série de sintomas desagradáveis.

As pessoas podem parar de usar os anabolizantes?

Para os que já vem tomando altas doses dessas drogas há muito tempo e com sintomas de dependência, nem sempre é fácil parar de usar. Quando param podem sentir fadiga, perda de apetite, insônia, redução do desejo sexual, e ainda uma grande vontade de continuar usando anabolizantes. O sintoma mais perigoso que pode surgir quando da parada dessas drogas é a depressão que em casos extremos pode levar à tentativa de suicídio. Nesses casos é necessária a ajuda de um profissional para parar de usar anabolizantes.

O que acontece se uma pessoa for surpreendida usando anabolizantes?

Essas drogas são medicamentos, portanto, não são ilícitas no Brasil. Para utilizá-las é necessário existir uma receita médica. Os que fazem uso delas para fins estéticos, ou seja, sem indicação médica, se forem pegos utilizando podem sofrer conseqüências por isso.

O COI (Comitê Olímpico Internacional) proíbe o uso dessas drogas por atletas. Realizam testes anti-doping e caso seja detectado que o atleta está fazendo uso dessas drogas o mesmo poderá sofrer duras penas.

O que acontece se uma pessoa for surpreendida levando um anabolizante para junto dos amigos ou vendendo para amigos?

Nos dois casos a pessoa estará infringindo os seguintes artigos do nosso código penal: artigo 278 (venda de substâncias nocivas à saúde) e artigo 282 (falso exercício da medicina).

Os esteróides anabolizantes, mais conhecidos apenas com o nome de anabolizantes, são drogas relacionadas ao hormônio masculino Testosterona fabricado pelos testículos. Os anabolizantes possuem vários usos clínicos, nos quais sua função principal é a reposição da testosterona nos casos em que por algum motivo patológico tenha ocorrido um déficit.

Além desse uso médico, eles têm a propriedade de aumentar os músculos e por esse motivo são muito procurados por atletas ou pessoas que querem melhorar a performance e a aparência física. Segundo especialistas o problema do abuso dessas drogas não está com o atleta consagrado, mas com aquela “pessoa pequena que é infeliz em ser pequena”. Esse uso estético não é médico, portanto é ilegal e ainda acarreta problemas à saúde.

Os esteróides anabolizantes podem ser tomados na forma de comprimidos ou injeções e seu uso ilícito pode levar o usuário a utilizar centenas de doses a mais do que aquela recomendada pelo médico. Frequentemente combinam diferentes esteróides entre si para aumentar a sua efetividade. Outra forma de uso dessas drogas é tomá-las durante 6 a 12 semanas, ou mais e depois parar por várias semanas e recomeçar novamente.

No Brasil não se tem estimativa deste uso ilícito, mas sabe-se que o consumidor preferencial está entre 18 a 34 anos de idade e em geral são do sexo masculino.

Nos U.S.A, em 1994, mais de um milhão de jovens já tinham feito uso de esteróides anabolizantes.

No comércio brasileiro os principais medicamentos à base dessas drogas e utilizados com fins ilícitos são: Androxon® Durateston®, Deca-Durabolin®. Porém além desses, existem dezenas de outros produtos que entram ilegalmente no país e são vendidos em academias e farmácias. Muitas das substâncias vendidas como anabolizantes, são falsificadas e acondicionadas em ampolas não esterilizadas, ou misturadas a outras drogas.

Alguns usuários chegam a utilizar produtos veterinários à base de esteróides, sobre os quais não se tem nenhuma idéia sobre os riscos do uso em humanos.


Efeitos adversos

Alguns dos principais efeitos do abuso dos esteróides anabolizantes são: tremores, acne severa, retenção de líquidos, dores nas juntas, aumento da pressão sanguínea, HDL baixo (a forma boa do colesterol), icterícia e tumores no fígado. Além desses, aqueles que se injetam ainda correm o perigo de compartilhar seringas e contaminar-se com o vírus da AIDS ou Hepatite.


Outros Efeitos

Além dos efeitos mencionados, outros também graves podem ocorrer:

No homem: os testículos diminuem de tamanho, a contagem de espermatozóides é reduzida, impotência, infertilidade, calvície, desenvolvimento de mamas, dificuldade ou dor para urinar e aumento da próstata.

Na mulher: crescimento de pelos faciais, alterações ou ausência de ciclo menstrual, aumento do clítoris, voz grossa, diminuição de seios.

No adolescente: maturação esquelética prematura, puberdade acelerada levando a um crescimento raquítico.

O abuso de anabolizantes pode causar ainda uma variação de humor incluindo agressividade e raiva incontroláveis que podem levar a episódios violentos. Esses efeitos são associados ao número de doses semanais utilizadas pelos usuários.

Usuários, frequentemente, tornam-se clinicamente deprimidos quando param de tomar a droga. Um sintoma de síndrome de abstinência que pode contribuir para a dependência.

Ainda podem experimentar um ciúme patológico, extrema irritabilidade, ilusões, podendo ter uma distorção de julgamento em relação a sentimentos de invencibilidade, distração, confusão mental e esquecimentos.

Atletas, treinadores físicos e mesmo médicos relatam que os anabolizantes aumentam significantemente a massa muscular, força e resistência. Apesar dessas afirmações, até o momento não existe nenhum estudo científico que comprove que essas drogas melhoram a capacidade cardiovascular, agilidade, destreza ou performance física.

Devido a todos esses efeitos o Comitê Olímpico Internacional colocou 20 esteróides anabolizantes e compostos relacionados a eles, como drogas banidas, ficando o atleta que fizer uso deles sujeito a duras penas.

Os principais esteróides anabolizantes são: oximetolona, metandriol, donazol, fluoximetil testosterona, mesterolona, metil testosterona, sendo os mais utilizados no Brasil a Testosterona e Nandrolona.


Os efeitos colaterais dos esteróides:

A acção da testosterona pode ser benéfico e prejudiciais para o organismo. No lado positivo, a hormona tem um impacto directo sobre o crescimento de tecido muscular, a produção de glóbulos vermelhos no sangue e uma sensação de bem-estar geral do corpo. Mas também pode afetar negativamente a produção de oleosidade da pele, crescimento do corpo, do rosto e couro cabeludo, eo nível de colesterol "bom" e "maus" no corpo (entre outras coisas). Na verdade, os homens têm uma vida média de menos do que as mulheres, que acredita-se ser em grande parte devido a defeitos cardiovasculares que este hormônio pode ajudar a trazer. A testosterona é também convertida em estrogênio naturalmente no corpo masculino, um hormônio com seu próprio conjunto de efeitos únicos. Como discutido acima, aumentar o nível de estrogénio nos homens pode aumentar a tendência para notar a retenção de água, a acumulação de gordura, e muitas vezes resultar no desenvolvimento de tecidos do sexo feminino nas mamas (ginecomastia). Claramente vemos que a maioria dos efeitos secundários "ruins" esteróides são simplesmente aquelas ações da testosterona que procuramos quando tomamos um esteróide. Elevar o nível de testosterona no corpo vai simplesmente aumentar as suas propriedades boas e más, mas para a maioria de nós estão tendo reações "tóxicos" para esta droga. Uma excepção notável é a possibilidade de danos no fígado, que é um. Preocupar isolado para a utilização de esteróides orais c17-alfa-alquilados A menos que o atleta está tomando esteróides anabólicos / androgênicos de forma abusiva por um tempo muito longo, os efeitos colaterais raramente voltar para pouco mais do que um incômodo.

Pode-se realmente dizer que o uso regular de esteróides pode ser uma prática saudável. Claramente uma forma de pessoa física pode se relacionar com a sua saúde e bem-estar. Armado com um usuário paga o senso comum de exames de saúde, seleção de medicamentos, dosagem e tempo de fora, como podemos dizer com certeza que o usuário está em pior situação para fazer isso? Esta posição é, naturalmente, muito difícil de justificar publicamente com o uso de esteróides ser tão profundamente estigmatizados. Como isso pode ser um argumento muito durável, manter todos os argumentos da saúde, a moral e as questões jurídicas para outra altura. Por enquanto eu ia para a lista de efeitos colaterais popularmente discutidos, e incluir qualquer tratamento atual de fuga possível.

Acne:

Acne desenfreada é um dos indicadores mais óbvios do uso de esteróides. Como você sabe, os jovens adolescentes, muitas vezes passam por períodos de acne irritante quanto seus níveis de testosterona começam a aumentar, mas isso geralmente desaparece com a idade. Mas ao tomar esteróides anabólicos / androgênicos, comumente enfrentar um adulto com o mesmo problema. Isto é porque as glândulas sebáceas, que secretam óleo na pele, são estimulados por androgénios. Aumentar o nível desses hormônios sobre a pele pode, portanto, aumentar a produção de petróleo, muitas vezes causando o desenvolvimento de acne nas costas, ombros e rosto. Os esteróides altamente androgênicos, em particular, pode ser problemático em alguns casos, resultando em pontos de grande visibilidade em toda a pele. Para o tratamento de acne, o atleta tem um número de opções. O curso mais óbvio é ser muito diligente sobre a lavagem e tratamentos tópicos, para remover toda a sujeira e óleo antes de os poros entupidos. Se este for insuficiente, o medicamento de prescrição para acne Accutaine pode ser uma boa opção. Esta é uma droga muito eficaz, que actua sobre as glândulas sebáceas, reduzindo o nível de óleo secretado. O atleta pode também tomar a droga acessória Proscar ® / Propecia ® (finasterida) durante o tratamento com esteróides, o que reduz a conversão da testosterona em DHT, reduzindo a tendência para os efeitos secundários androgénicos com esta hormona. Deve notar-se, contudo, que esta droga é mais eficaz na prevenção da acne perda de cabelo, como mais especificamente afecta a conversão em DHT na próstata e folículos de cabelo. É também importante notar que a testosterona é o esteróide apenas que realmente converte a dihidrotestosterona, e apenas alguns outros realmente tornar-se o mais potente em esteróides através da enzima 5-alfa-redutase. Muitos também são os esteróides andrógenos potentes por conta própria, como por exemplo os 50 Anadrol ® e Dianabol. Como tal, eles podem influenciar uma forte actividade androgénica em tecidos-alvo sem redução 5a-se a um composto mais potente, o que torna Propecia ® inútil. Claro que você também pode simplesmente tomar esteróides (anabolizantes) que são menos androgênicos. Para os indivíduos sensíveis que tentam construir a massa, nandrolona seria, portanto, uma opção melhor do que a testosterona.

Aumento da próstata:

Atualmente o câncer de próstata é uma das formas mais comuns de câncer em homens. Hipertrofia benigna da próstata (uma inflamação do tecido da próstata que pode interferir com o fluxo de urina) pode preceder / coincidir esse tipo de câncer, e é claramente uma preocupação importante médico para os homens que estão envelhecendo. Complicações da próstata são acredita-se ser principalmente dependentes hormonas androgénicas, particularmente de metabolito forte da testosterona em DHT em situações normais, basicamente da mesma maneira em que o estrogénio está associado com o cancro da mama em mulheres. Embora a ligação entre o alargamento / cancro da próstata e da utilização de esteróides não é totalmente estabelecida, a utilização de esteróides pode, teoricamente, agravar tais condições, aumentando o nível de androgénios no corpo. Por isso, é uma boa idéia para os atletas mais velhos para limitar / evitar comer 5-alfa-metiltestosterona andrógenos redutíveis como a testosterona, e Halotestin, ou usar Proscar ® (finasteride), que foi projetado especificamente para inibir redutase enzima 5-alfa-se nos tecidos do couro cabeludo e da próstata. Esta pode ser uma medida eficaz de prevenção para os atletas mais velhos que insistem em usar estes compostos. Entretanto, drogas como Dianabol, Anadrol 50 ® e Proviron que não são convertidos em DHT, mas ainda assim, são andrógenos potentes, não produzem esses efeitos da sua utilização. É também importante mencionar que nem androgénios só mas também os estrogénios são necessárias para a progressão desta doença. Parece que o trabalho duas sinergicamente para estimular o crescimento prostática benigna, de tal modo que um sem o outro não seria suficiente para fazer com que ele. Portanto, tem sido sugerido que os compostos aromatizantes podem ser melhores escolhas para a substituição de homens idosos que procuram em vez de diminuição da actividade androgénica androgénica na próstata. É mais fácil de conseguir, e deve ser acompanhada por efeitos colaterais. Também seria um bom conselho, não importa se você usar esteróides, para indivíduos com mais de 40 têm um médico examinar a próstata regularmente.

Agressividade:

O comportamento agressivo pode ser um dos efeitos secundários mais assustadores do uso de esteróides. Os homens são tipicamente mais agressivos do que as fêmeas pela testosterona, e da mesma forma o uso de esteróides (especialmente os andrógenos) pode aumentar tendências agressivas de uma pessoa. Em alguns casos isso pode ser um benefício, ajudando o atleta a lidar com os pesos mais intensamente ou um melhor desempenho na competição. Muitos levantadores de peso e fisiculturistas estão ligados especialmente para este efeito. Mas então não há nada pior do que um homem adulto, cheio de massa muscular, você não pode controlar seu temperamento. Um usuário de esteróides, que exibe uma raiva incontrolável é claramente um perigo para si próprio e aos outros. Se um atleta é encontrado para ser agitado para as coisas menores durante um ciclo de esteróides, ele certamente deve encontrar uma medida para mantê-la fora de mão. Lembre-se de levar um par de respirações profundas em tais ocasiões pode ser muito útil. Se essas tentativas são ineficazes, os esteróides devem ser descontinuadas infratores. A nota de base é que se você não tiver maturidade e auto controle para manter sua raiva sob controle, você não deve usar esteróides.

A pressão arterial elevada (hipertensão):

Atletas usam esteróides anabólicos / androgênicos comumente notar um aumento da pressão arterial durante o tratamento. A pressão arterial elevada é mais comumente associado com o uso de esteróides que têm uma elevada tendência para a conversão de estrogênio, tais como a testosterona e Dianabol. Como estrogénio é produzida no organismo, o nível de retenção de água e sal tipicamente elevar (o que irá aumentar a pressão arterial). Este pode então ser amplificada ainda mais o stress de um intenso treinamento, e rápido ganho de peso. Como a hipertensão (pressão arterial elevada) pode causar uma grande pressão sobre o corpo, esse efeito colateral não deve ser ignorado. Se não tratada, a pressão arterial pode aumentar o risco de doenças cardíacas, ataques cardíacos ou insuficiência renal. Os sinais de aviso que alguém poderia estar sofrendo de hipertensão incluem uma maior tendência para desenvolver dificuldades dores de cabeça, insônia ou respiração. Em muitos casos, estes sintomas não são evidentes até que BP é sério elevado, por isso a falta destes sintomas não garante que o usuário está seguro. Obtenha seu leitura da pressão arterial é um processo bastante rápido e simples (ou consultório médico, farmácia ou em casa) Os atletas que usam esteróides certamente deve haver um acompanhamento dos valores da pressão arterial durante os ciclos mais fortes para evitar possíveis problemas.

Se os valores de pressão arterial de um indivíduo estão fazendo notavelmente alta, eles devem tomar medidas para controlá-lo. A mais óbvia é evitar o uso contínuo de esteróides infratores, ou pelo menos substituí-los com os componentes mais suaves, não aromatizados. Também é importante observar que, embora os esteróides são tipicamente envolvidos aromatizante, não-aromatizantes andrógenos como Halotestin ® ou trembolona também são ocasionalmente associadas com pressão arterial elevada, pelo que estes não são talvez as alternativas ideais em tal situação. O atleta também tem a opção de buscar o benefício de medicamentos para pressão arterial alta, como diuréticos, o que pode diminuir a retenção de sal e água de forma dramática. O Catapres (clonidina HCL) é também uma droga popular entre os atletas, porque, além das suas propriedades de redução da pressão arterial também tem sido documentado que aumenta a produção do corpo da hormona de crescimento.

Atrofia testicular:

O corpo humano sempre prefere ficar em um estado muito equilibrado hormonal, uma tendência conhecida como homeostase. Quando a administração de androgénios a partir de uma fonte exterior provoca um excedente de hormona fazer com que o corpo para parar a fabricação sua própria testosterona. Este é especificamente um mecanismo de feedback, onde o hipotálamo detecta um nível elevado de esteróides sexuais (incluindo andrógenos, progestágenos e estrógenos) e desliga a liberação de GnRH (hormônio liberador de gonadotropina, anteriormente conhecido como hormônio liberador do hormônio) Este faz com que os batentes pituitárias de libertação de LH e FSH (hormona folículo-estimulante), as duas hormonas (principalmente LH) que estimulam as células de Leydig nos testículos a liberação de testosterona (inibição de feedback negativo também tem sido demonstrado ao nível da pituitária). Sem estímulo do LH e FSH nos testículos estará em um estado de limbo de produção, e pode encolher devido à inatividade. Em casos extremos, usuários de esteróides pode perceber que seus testículos são extraordinariamente e assustadoramente pequeno. No entanto, este efeito é temporária, e uma vez que as drogas são removidos (e níveis hormonais são re-swing) dos testículos deve retornar ao seu tamanho original. Muitos usuários regulares de esteróides encontrados este efeito colateral problemático, e usar drogas, como Clomid anciliares ® / Nolvadex ® ou HCG durante um ciclo de esteróides para tentar manter a atividade testicular (e tamanho) durante o tratamento. Os andrógenos mais estrogênicos (testosterona, Anadrol 50 ® e Dianabol) são, naturalmente, as mais dramáticas a este respeito, e são más escolhas para os indivíduos que seriamente querem evitar o encolhimento dos testículos. Não-aromatizantes anabolizantes seria uma melhor opção, no entanto, devemos permanecer vigilantes para que todos os esteróides deve ter um impacto sobre a produção de testosterona, se tomado em doses anabólicamente eficaz. (Sim, ALL, mesmo Anavar e Primobolan ®).

Mudança na coagulação do sangue:

O uso de esteróides anabólicos / androgênicos prothombin aumentar o tempo ou a duração vai demorar para que um coágulo de sangue para a forma. Isto significa basicamente que, enquanto um indivíduo está tomando esteróides, você pode notar um pequeno corte ou sangramento demora um pouco mais do que o habitual para parar o sangramento. Durante o curso de um dia normal, isto é dificilmente causa de alarme, mas pode levar a problemas mais graves se um acidente grave ocorreu, ou se necessário a cirurgia inesperada. Ele realmente muda na coagulação do sangue não são extremamente dramática, para que os atletas só se preocupam com esse efeito colateral, se o planejamento de uma cirurgia. Alterações na coagulação apresentados pelo uso de esteróides anabólicos são amplificados pelo uso de medicamentos, tais como Tylenol aspirina, e, especialmente, anticoagulantes, para que o seu médico deve ser informado sobre a sua utilização (esteróides) se para levar a cabo um tratamento com notável estas drogas.

Alterações no sistema imune:

O uso de esteróides anabólicos / androgênicos foi mostrado para produzir mudanças no corpo que podem afetar o sistema imunológico de um indivíduo. Essas mudanças no entanto, pode ser bom e / ou ruim para o usuário. Durante o tratamento de esteróides, por exemplo, muitos atletas descobrir que são menos susceptíveis a doenças virais. Outros estudos envolvendo o uso de compostos como o oxandrolona e Deca-Durabolin ® com pacientes HIV + parecem apoiar essa afirmação, mostrando claramente que estes medicamentos podem ter um efeito benéfico sobre o sistema imunológico. Essas terapias são utilizadose fato de nos últimos anos, e muitos médicos estão se tornando menos relutantes em prescrever tais medicamentos aos seus doentes. Mas como uma pessoa pode ser menos apto a perceber a doença durante o tratamento com esteróides, a suspensão de esteróides podem causar um efeito rebote em que o sistema imune tem menos capacidade de combater patógenos. Este é o mais provável coincide com o ressalto actividade / produção de cortisol, uma hormona catabólica no corpo, que pode actuar para suprimir a função do sistema imunitário. Quando administrados esteróides são retirados, um estado de andrógeno deficiente muitas vezes continua até que o corpo pode reequilibrar a produção hormonal endógeno. Devido a testosterona eo cortisol parecem compensar as suas actividades entre si, em muitos aspectos, a ausência de um nível de andrógeno normal pode colocar cortisol em um estado invulgarmente activo. Durante este período de desequilíbrio, o cortisol não será apenas privar o corpo de massa muscular, mas também pode causar o atleta a ser mais suscetíveis a resfriados, gripes, etc. O uso adequado de medicamentos ancilliares (antiestrogenos, drogas estimulantes de testosterona) é a sugestão mais comum para ajudar a evitar esse problema, que deverá permitir que o usuário para restaurar um equilíbrio de hormônios uma vez que os esteróides são removidos.

Também não podemos ignorar a outra possibilidade que os esteróides realmente pode aumentar os níveis de cortisol no organismo durante o tratamento. Chame hipercortisolemia, este efeito é uma ocorrência comum com esteróides terapia anabólicos / androgênicos. Isto é porque anabólicos / androgênicos esteróides podem interferir com a capacidade do corpo para limpar os corticosteróides da circulação devido ao facto de estradas no seu metabolismo estas hormonas partilhar certas enzimas. Quando o corpo está sobrecarregado com adrógenos concorrentes para o cortisol enzimas mesmo pode ser reduzido a uma taxa inferior, e os níveis desse hormônio no comienzarán para produzir mudança. Devido à sua forte tendência para inibir a actividade da enzima desidrogenase 3-beta hidroxiesteróide, o alfa c17 bucal alquilado pode ser particularmente problemática no que diz respeito aos níveis de cortisol, uma vez que este é de novo uma via comum para o metabolismo de corticosteróides . Embora um elevado nível de cortisol é uma preocupação comum durante mais típicos ciclos de esteróides, os problemas podem, certamente tornar-se evidentes quando estes fármacos são utilizados em doses elevadas ou por períodos de tempo. Isto, obviamente, pode levar a "vestir" o atleta e aumento da susceptibilidade a doenças e promover um estado de metabolismo mais treinado e estática (menos anabolizantes).

Câncer:

Embora a crença popular de que os esteróides podem causar câncer, este é realmente um fenômeno bastante raro. Desde esteróides anabólicos / androgênicos são versões sintéticas dos hormônios naturais que seu corpo pode metabolizar com bastante facilidade, geralmente causam um nível bastante baixo de tensão nos órgãos. De facto, muitos compostos esteróides pode ser administrado com segurança aos pacientes com um diagnóstico de doença hepática, com poucos efeitos adversos. A única excepção real é a utilização de C17-alfa compostos alquilados, que devido à sua alteração química são um pouco fígado tóxico. Em um pequeno número de casos (principalmente com Anadrol 50 ®) esta toxicidade levou a lesão hepática grave e, subsequentemente, para o cancro. Mas estamos falando de um número estatisticamente insignificante em comparação com os milhões de atletas que usam esteróides. Estes casos também tenderam a ser pacientes muito doentes, e não atletas, eles estavam usando doses muito grandes por períodos prolongados. Oponentes de esteróides, por vezes, apontar para a possibilidade de desenvolvimento de tumor de Wilms por abuso de esteróides, que é um cancro do rim bastante graves. No entanto, tais casos são tão raros, que ainda não foi decidido, em qualquer relação entre o uso de esteróides anabólicos / androgênicos e doenças. Se o atleta não está abusando de substâncias metiladas orais, e visitar um médico, enquanto em um ciclo de forte, o câncer não deve ser motivo de muita preocupação.

Choque anafilático:

O choque anafilático é uma reacção alérgica à presença de uma proteína estranha no corpo. Mais comumente ocorre quando um indivíduo tem uma alergia a coisas como um medicamento específico (como a penicilina), picadas de insetos, industriais químicos de limpeza, alimentos (geralmente nozes, marisco, frutos), aditivos e conservantes (especialmente enxofre) . Com esse transtorno, às vezes fatais, músculos lisos são estimulados a se contrair, o que pode dificultar a respiração de uma pessoa. Os sintomas incluem falta de ar, inchaço, urticária, febre, uma queda acentuada na pressão arterial, tonturas, inconsciência, convulsões e morte. Esta reação não é realmente com produtos hormonais, como os esteróides anabólicos / androgênicos, mas isso pode mudar com a produção desenfreada de produtos farmacêuticos falsificados. Uma vez que não existe um controlo de qualidade para os produtores de mercado negro, as toxinas podem ser encontrados em algumas preparações (compostos particularmente injectáveis). Meu único conselho seria tentar usar medicamentos apenas legitimamente produzidas, de preferência de origem Primeiro Mundo. Quando o choque anafilático ocorre, é mais comumente tratada com uma injeção de epinefrina. Os indivíduos sensíveis a picadas de insetos certos estão familiarizados com este procedimento, muitas das quais mantêm um kit de alergia (para auto-administração de epinefrina) na mão.

Crescimento interrompido:

Muitos esteróides anabólicos / androgênicos têm o potencial de impactar uma estatura individual, se tomado durante a adolescência. Especificamente, os esteróides podem interromper o crescimento, estimulando os epifisiales pratos em ossos longos de uma pessoa fechar / derreter prematuramente. Uma vez que essas placas se fundiram, o futuro crescimento dos ossos não é possível. Mesmo que o indivíduo evita o uso de esteróides, posteriormente, o dano é irreversível e pode ser capturado em que a altura para sempre. Mesmo o uso de hormônios de crescimento pode reverter isso, como este poderoso hormônio só pode ampliar os ossos quando tomado durante a vida adulta. Curiosamente, não são os mesmos esteróides, mas o aumento de estrogênio que causa a fusão de pratos epifisiales. As mulheres são menores do que os homens, em média, por causa deste efeito de estrogénio. Do mesmo modo o uso de esteróides que se convertem em estrogénio pode suprimir / prematuramente parar o crescimento de uma pessoa. De facto, a utilização de esteróides como Anavar, Winstrol ® e ® Primobolan (que não são convertidos em estrogénios) pode efectivamente aumentar a altura de um indivíduo se tomadas durante a adolescência, como os seus efeitos anabólicos vai promover a retenção do cálcio no ossos. Isso também é válido para os não-aromatizing andrógeno, tais como a trembolona, ​​Proviron ® e ® Halotesin. Claro que ainda faz sentido para aconselhar os adolescentes a evitar o uso de esteróides, pelo menos até que seus corpos são totalmente maduro e uso de esteróides tem um impacto menos dramático.

Defeitos de nascença:

Os esteróides anabólicos / androgênicos podem ter um enorme impacto sobre o desenvolvimento de um feto. Síndrome genital adrenal em particular, é uma ocorrência muito perturbador, em que um feto fêmea pode desenvolver-macho como órgãos reprodutores. As mulheres que estão ou pretendem engravidar logo, nunca deve considerar o uso de esteróides anabolizantes. Seria também o melhor conselho para ficar longe dessas drogas para um número de meses antes de tentar conceber um bebê, para garantir que a mãe tem uma química hormonal normal. Apesar de anabolizantes / andrógino esteróides podem reduzir a contagem de esperma e fertilidade masculina, não ligada a defeitos de nascença, quando um pai leva-los.

Depressão:

O uso de esteróides irá, obviamente, têm um impacto sobre os níveis de hormonas no corpo, o que pode resultar em uma mudança na disposição geral e humor do utilizador. Por um lado, vemos um comportamento muito agressivo, mas também na outra extremidade há depressão. Depressão geralmente ocorre às vezes quando os níveis de anabólicos / androgênicos de um indivíduo são significativamente fora de equilíbrio. Isto é mais comum com fisiculturistas masculinos no momento em que a interrupção esteróides anabólicos / androgênicos. Durante este período os níveis de estrogénio pode ser marcadamente elevada (por aromatização de esteróides), a qual é muitas vezes combinado com um nível de testosterona profundamente suprimida endógena. Uma vez que os esteróides não são mais presentes no corpo, o atleta pode sofrer androgénio baixo até que o corpo é estável.
A depressão também pode ocorrer durante o curso de um ciclo de esteróide, particularmente em que só uso de esteróides anabólicos (que são pouco androgénico). Embora estes compostos são suaves em comparação com os andrógenos, muitos podem suprimir a produção endógena de testosterona. Se o nível de testosterona cai significativamente durante o tratamento, anabolizantes administrados não podem fornecer nível de andrógeno suficiente para compensar, e pode causar uma acentuada perda de motivação e sentimento de bem-estar. O melhor conselho quando se olha para evitar a depressão durante ou após o ciclo é acompanhar de perto a recolha e remoção da droga. O uso de uma pequena dose semanal de testosterona pode ser eficaz se adicionado a um anabolizante ciclo suave / diário, mudando os sentimentos de tédio e apatia pelo duro treinamento e encorajamento. E, claro, um forte ciclo de esteróides deve sempre ser interrompido com o uso de drogas anciliares adequados (Nolvadex ®, Arimidex ®, HCG, Clomid ®, etc.) Embora horários reduzidos são muito comuns, são uma forma eficaz de restaurar os níveis endógena de testosterona.

A disfunção sexual:

O funcionamento do sistema reprodutivo masculino depende de uma grande quantidade do nível de hormonas androgénicas no corpo. O uso de hormônios masculinos sintéticos podem, portanto, ter um impacto dramático sobre bem-estar sexual de um indivíduo. De um lado, podemos ver que a frequência de libido e ereção de um homem extremamente aumentada. Isto é visto mais comumente com esteróides altamente androgênicos, que parecem ter o impacto mais dramático de estimulação no sistema. Em alguns casos isto pode tornar-se um problema, embora seja provável que o atleta está muito mais activo e agressivo sexualmente durante a ingestão de esteróides.
No outro extremo, podemos ver também uma extrema falta de interesse sexual, possivelmente, até mesmo ao ponto de impotência. Isso ocorre principalmente quando os hormônios androgênicos são muito baixos. Isto irá frequentemente descontinuar após um ciclo de esteróides, uma vez que a produção endógena de testosterona é normalmente suprimido durante o ciclo. Retire o andrógeno (a partir de uma fonte externa) deixa o corpo com a testosterona natural pouco até que corrige este des-equilíbrio. A perda de seu metabólito DHT é particularmente problemática, uma vez que este hormônio pode afetar fortemente o sistema reprodutivo, que pode não ser aparente com outros hormônios androgênicos menos. Por isso, é uma boa idéia de usar testosterona que estimulam as drogas como HCG e / ou Clomid ® / Nolvadex ® ao sair de um ciclo de forte, a fim de reduzir o impacto da retirada de esteróide. A impotência / apatia sexual também pode ocorrer durante o curso de um ciclo de esteróides, particularmente quando é baseado estritamente em compostos anabólicos. Uma vez que todos "anabolizantes" pode suprimir a produção de testosterona no corpo, as drogas administradas pode não ser androgénico suficiente para compensar a perda de testosterona adequadamente. Neste caso, o utilizador pode escolher de modo a incluir uma pequena dose de androgénio (talvez uma injecção semanal de testosterona), ou novamente para inverter / prevenir a supressão androgénio com o uso de drogas como Clomid ® ou HCG.

Também é interessante notar que nem sempre é uma simples questão de anabolizantes andrógenos Vs. Muitas vezes as pessoas respondem de forma muito diferente a igual dose da mesma droga. Enquanto um indivíduo pode perceber o desinteresse sexual ou impotência, outro pode ser extremamente agressiva. Este, portanto, torna difícil prever como alguém vai reagir a um determinado medicamento antes de tê-la usado.

Dores de cabeça:

Os atletas às vezes relatam um aumento da frequência de dores de cabeça ao usar esteróides anabólicos / androgênicos. Este parece ser mais comum durante os ciclos fortes para ganhar massa, quando um indivíduo está usando compostos altamente estrogênicos. Não se deve simplesmente tomar uma aspirina e ignorar este problema, pois isso pode indicar um efeito colateral mais problemático do uso de esteróides, a pressão arterial elevada. Como a pressão arterial alta é acompanhada por uma série de riscos para a saúde indesejáveis, monitorá-lo em um horário regular é importante durante o uso de esteróides pesado, especialmente se o indivíduo está passando por dores de cabeça. Alguns atletas optam por reduzir a sua pressão arterial em caos com uma medicação prescrita como Catapres, mas a maioria achar este um momento oportuno para interromper o uso de esteróides. Anabolizantes mais leves, que geralmente mostram pouca ou nenhuma capacidade para se tornar o estrogênio, também são opções aceitáveis ​​para os indivíduos sensíveis a aumentos na pressão arterial. Menos a sério, muitas dores de cabeça são simplesmente devido ao stress no pescoço e contrações musculares. O atleta deve ser de elevação com uma intensidade muito mais durante o ciclo de esteróide, e como resultado pode opor-se o excesso de pressão para os músculos. Neste caso, um curto intervalo de treinamento, eo resto, que muitas vezes vai cuidar do problema. Claro, se alguém está passando por uma dor de cabeça grave e persistente, você pode precisar de uma visita do médico.

Doenças cardiovasculares:

Como mencionado acima, a utilização de anabólicos / androgênicos esteróides podem ter um impacto sobre o nível de LDL (lipoproteína de baixa densidade), HDL (lipoproteína de alta densidade) e os valores de colesterol total. Como você provavelmente sabe, HDL é considerado o "bom" colesterol porque ele pode agir para remover os depósitos de colesterol das artérias. LDL tem o efeito contrário, auxiliando na formação de colesterol nas paredes das artérias. O padrão geral observada com o uso de esteróides são as baixas concentrações de HDL, enquanto que os números de colesterol total e de LDL aumenta. A proporção de HDL para valores de LDL é geralmente mais importante do que a contagem total de colesterol de um indivíduo, uma vez que estas substâncias parecem equilibrar um ao outro no corpo. Se estas alterações são exacerbados pelo uso a longo prazo de compostos esteróides, pode claramente ser prejudicial para o sistema cardiovascular. Isto pode ser ainda mais elevadas por um aumento na pressão sanguínea, o que é comum com a utilização de compostos fortemente aromatizáveis.

Observe também que devido à sua estrutura e modo de administração, a maioria por via oral esteróide 17-alfa-alquilados impactar negativamente muito mais forte em comparação com os níveis de esteróides injetáveis. Usando uma forma mais branda de drogas como Winstrol ® (stanozolol), esperando que as mudanças nos níveis de HDL também ser suave, não pode por ambos acabam sendo a melhor opção. Um estudo que comparou o efeito de uma injecção semanal de 200mg. A testosterona enantato vs apenas uma dose diária 6mg oral. Winstrol ® muito bem este asunto41 claro. Depois de apenas 6 semanas, estanozolol foi mostrado para reduzir o colesterol HDL e HDL-2 (bom) a uma média de 33% e 71%, respectivamente. A redução de HDL (HDL-3 subfracção) com o grupo de testosterona foi apenas uma média de 9%. LDL (mau) também aumentou 29% com estanozolol, enquanto muito baixa em 16% com o uso de testosterona. Aqueles que se preocupam com as alterações de colesterol durante o uso de esteróides deve querer evitar esteróides orais, e optar pela utilização de compostos injetáveis ​​exclusivamente.

Devemos também observar que os estrógenos geralmente têm um impacto favorável sobre os perfis de colesterol. A terapia de substituição de estrogénio em mulheres pós-menopausa, por exemplo, é geralmente associada com um aumento do colesterol HDL e redução em LDL. Do mesmo modo, a aromatização da testosterona em estradiol pode ser benéfico na prevenção de uma mudança mais dramática em colesterol no sangue, devido à presença da hormona último. Um estudo recente investigou apenas estas questões, comparando os efeitos da testosterona por si só (280 mg. De testosterona enantato semanal), versus a mesma dose combinada com um inibidor da aromatase (250 mg. De testolactona 4 vezes ao dia) 42. Metiltestosterona foi também examinada em terceiro grupo, numa dose de 20 mg. diariamente. Os resultados foram bastante proeminente. O grupo usando enantato de testosterona só não mostrou redução significante nos valores de colesterol HDL durante o estudo de 12 semanas. Depois de apenas quatro semanas, o grupo usando testosterona mais um inibidor da aromatase mostrou uma redução de 25% em média. O grupo metiltestosterona mostraram uma redução nos níveis de HDL de 35%, neste ponto, e também apresentaram um aumento desfavorável no colesterol LDL. Isso claramente deveria fazer-nos pensar mais atentamente sobre a manutenção de estrógeno durante a terapia esteróide. Além de decidir quem é ou não é realmente necessário em qualquer circunstância, a escolha da droga também pode ser uma consideração importante. Por exemplo, o receptor de estrogênio antagonista Nolvadex ® parece não apresentar efeitos anti-estrogênicos nos níveis de colesterol, e na verdade muitas vezes aumenta os níveis de HDL. Use-o para combater os efeitos colaterais do estrógeno em vez de um inibidor de aromatase Arimidex ® ou como Cytadren ® pode, portanto, ser uma boa idéia, principalmente para aqueles que estão usando esteróides por longos períodos de tempo.
Porque a doença cardíaca é um dos primeiros assassinos globais, os atletas que usam esteróides (indivíduos particularmente mais velhos) não deve ignorar esses riscos. Da mesma forma, é uma idéia muito boa para medir sua pressão arterial e colesterol durante cada ciclo de forte, certificando-se de interromper a droga se um problema se torna aparente. Também é aconselhável limitar a ingestão de alimentos ricos em gordura saturada e colesterol, o que deve ajudar a minimizar o impacto do tratamento com esteróides. Como a pressão arterial e os níveis de colesterol costumam reverter logo após a paragem esteróides, de volta ao normal antes do tratamento, o dano a longo prazo é uma preocupação comum.

Ginecomastia:

Ginecomastia é o termo médico para o desenvolvimento de tecido mamário fêmea no corpo do sexo masculino. Isto ocorre quando o homem apresenta um nível anormalmente elevado de estrogénio, particularmente com o uso de androgénios sabores fortes, tais como a testosterona e Dianabol. Estrogénio em excesso pode agir sobre os receptores da mama e estimular o crescimento do tecido mamário. Se isto não for verificado e controlado a tempo pode levar a um crescimento evidente e visível real de tecido sob a área do mamilo, muitas vezes tomando uma aparência muito feminina. Para combater esse efeito colateral durante o tratamento com esteróides, muitos acham que é necessário usar algum tipo de medicação de manutenção de estrogênio. Isto inclui um antagonista de estrogênio, tais como Clomid ® ou Norvaldex, que bloqueia estrogênio para se ligar e ativar receptores na mama e outros tecidos, ou um inibidor de aromatase, como Proviron ®, Arimidex ® ou Cytadren, que bloqueia a enzima responsável pela conversão de androgénios a estrogénios. O Arimidex ® é atualmente a opção mais eficaz, mas também o mais caro.

É interessante notar no entanto, que muitos acreditam que um nível ligeiramente elevado de estrogênio pode ajudar o atleta a atingir um ganho de massa muscular mais pronunciado durante um ciclo. (Ver: Aromatization estrogênio). Com isto em mente muitos atletas decidir usar antiestrogenos somente quando necessário para bloquear a ginecomastia. É claro que é uma boa idéia manter sempre à mão quando se administra um esteróide anti-aromatizable, por isso é acessível se um problema se torna aparente. Resaltamiento ou inchaço sob o mamilo é um dos possíveis sinais precoces de ginecomastia, que é muitas vezes acopañada por secagem e dor nesta região (um efeito chamado ginecodinea). Este é um claro indicador de que você precisa de algum tipo de anti-estrogénio. Se o inchaço progride para pacotes pequenos tais esferas, absolutamente deve tomar medidas imediatas para a combater. Caso contrário, se neste momento é continuar a usar esteróides sem ancilliares uso de drogas, o usuário pode ser marcado com um crescimento visível de tecido que só pode ser removido cirurgicamente.

Também é importante mencionar que progestinas parecem aumentar o efeito estimulante do estrogênio no crescimento do tecido mamário. Parece haver uma forte sinergia entre estes dois hormonas aqui, ginecomastia que tal poderia até ser possível acontecer com a ajuda de progestinas, sem a necessidade de níveis excessivos de estrogénio. Como muitos esteróides anabolizantes, particularmente aqueles derivados de nandrolona, ​​são conhecidos por terem atividade progestacional, não devemos ser cegado por uma falsa sensação de segurança. Mesmo um produtor de estrógeno baixo como Deca pode causar ginecomastia em alguns casos, mais uma vez promovendo a necessidade de manter antiestrogenos na mão, se você é muito sensível a este efeito colateral.

A perda de cabelo:

Os esteróides altamente androgênicos pode causar um impacto negativo no crescimento do cabelo. De facto, o padrão mais comum da perda de cabelo em seres humanos está directamente relacionado com o nível de androgénios em tecidos tais, especificamente o mais forte metabolito da testosterona (DHT). O termo técnico para esse tipo de perda de cabelo é alopecia androgenética, que se refere à interação do sexo masculino hormônios androgênicos e uma predisposição genética a desenvolver a condição. Aqueles que sofrem desse distúrbio têm mostrado folículos capilares mais finos e altos níveis de DHT em comparação com um couro cabeludo normal. Mas como há um fator genético envolvido, muitas pessoas nunca vê sinais de este efeito colateral, mesmo com forte uso de esteróides. É evidente que os indivíduos que sofrem de (ou têm uma predisposição familiar para) esse tipo de perda de cabelo deve ser muito cuidadoso ao usar drogas mais fortes como a testosterona, Anadrol 50 ®, Halotesin ® e Dianabol.

Em muitos casos, a renovação da perda de cabelo pode ser muito difícil, então o melhor conselho é evitar esse efeito colateral antes que ela ocorra. Para aqueles que precisam de cuidados, a decisão provavelmente deve estar entre: ficar com as substâncias mais leves (Deca-Durabolin ® mais favorecida), ou usar o acessório de drogas Propecia ® / Proscar ® (finasteride), quando tomar testosterona, metiltestosterona, ou Halotesin . Propecia ® é uma perda de cabelo anti muito eficaz, que inibe a 5-alfa redutase, especificamente nos folículos pilosos e da próstata. No entanto, este artigo oferece pouco benefício com as drogas que são altamente androgênica sem 5-alfa-redução, os criminosos mais notáveis ​​do Anadrol50 ® e Dianabol. Devemos lembrar também que todos os esteróides anabólicos / androgênicos ativar o receptor de andrógeno, e da mesma forma todos podem promover a perda de cabelo, dadas as condições necessárias e as doses corretas.

Retenção de sódio e água:

Muitos anabólicos / androgênicos esteróides podem aumentar a quantidade de água e sódio armazenado em tecidos do corpo. Em alguns casos, a retenção de água induzida por esteróides podem causar uma aparência inflada ao corpo (mãos, braços, rosto, etc), que também irá reduzir a visibilidade das características do músculo (perda de definição). Atletas costumam ignorar esse efeito colateral, partticularmente duerante um ciclo de crescimento, quando o excesso de água armazenada nos músculos e tecidos conectivos, vai ajudar a melhorar a força total de um indivíduo. Com o uso de retenção de água forte androgénios muitos podem formar a maior parte do ganho inicial de força e de peso para o tratamento com esteróides, e esta "" o peso da água kg, por vezes, 5 ou mais.

Embora a retenção de água pode não ser o efeito colateral menos boas vindas durante um ciclo de crescimento (maior força e da massa), pode levar a problemas perigosos, tais como pressão sanguínea elevada e danos nos rins. O corpo está claramente sob mais pressão quando confrontado com um nível anormalmente elevado de água, de modo que os atletas não devem simplesmente ignorar isso. A retenção de água é associado especificamente a presença de estrogénio no corpo, e, portanto, é comum a utilização de compostos aromatizantes (tais como a testosterona e Dianabol). Se a retenção de água torna-se um problema óbvio durante um ciclo, o uso de anti-estrogénio (Nolvadex ®, Proviron ®) pode ajudar a minimizar. O anti-aromatase Arimidex ® é realmente a opção mais eficaz, que inibe a conversão da testosterona em estrogénio. Às vezes o atleta alternadamente optar por um diurético, que pode drenar rapidamente Aguya para alcançar um mais atraente fisicamente em um tempo razoavelmente curto. Esta é uma prática muito comum quando os atletas estão se preparando para uma competição, porque o uso de diurético permite ao usuário um grande nível de controle sobre os reservatórios de água. Claro que a interrupção dos compostos problemáticos, ou substituí-los por mais suave anabolizante seria a opção mais simples para recreativas usuários de esteróides.

Stress ou danos no fígado:

A tensão / dano do fígado não é um efeito colateral do uso de esteróides em geral, mas é especificamente associada com a utilização de C17 compostos alfa alquilados. Como mencionado acima, essas estruturas contêm alterações químicas que lhes permitem ser administrado por via oral. Sobreviver a uma primeira passagem através do fígado, estes compostos são originários certo nível de stress no órgão. Em alguns casos isto levou a danos graves, até mesmo para o cancro do fígado fatal. A hepatite é uma doença peliose preocupação, que às vezes é uma condição que deve ser tratada por toda a vida, onde o fígado desenvolve cistos cheios de sangue. Cancro do fígado (carcinoma hepatocelular) também foi observado em alguns casos. Embora estas complicações muito graves têm ocorrido em certas ocasiões onde fígado tóxicos compostos prescritos por longos períodos, é importante notar, contudo, que não é muito comum com os atletas que usam esteróides.

A maioria dos casos de cancro do fígado têm, de facto, sido documentada em situações clínicas, particularmente com o uso de androgénio oral forte Anadrol 50 ® (oximetolona). Isto pode ser directamente relacionadas com as doses elevadas de tal preparação, como Anadrol 50 ® contém uma carga de 50 mg. comprimido por esteróide ativo. Este é um salto significativo em comparação com outras preparações orais, a maioria dos quais contém 5 mg. ou menos de uma substância. Com Anadrol 50 ® comprimido, o fígado, portanto, tem que processar (com dificuldade) o equivalente a 10 comprimidos de Dianabol. Esta tensão é amplificada óbvio, então, quando vemos o esquema de dosagem invulgarmente elevado para os pacientes doentes que recebem esta droga. Com Anadrol 50 ®, as recomendações do fabricante pode ligar para o uso de até 8 ou 10 comprimidos por dia. Esta é, naturalmente, um. Muito maior do que a maioria dos atletas nunca pensaria em comer, com 3 ou 4 comprimidos por dia, sendo considerado o limite de segurança máxima Observe também que o número real de casos de danos hepáticos têm sido poucos, e não tenho sido um problema significativo o suficiente para interromper este composto. Metiltestosterona, o esteróide primeiro estar a causar problemas no fígado mostram também está disponível como um medicamento de prescrição nos EUA. O utilizador de recreio média esteróide tendo tóxico por via oral em doses moderadas por períodos relativamente curtos, por conseguinte, é um candidato improvável para enfrentar dano devastador para o fígado.

Apesar de lesão hepática grave pode ocorrer antes do aparecimento dos sintomas visíveis, é muito comum perceber o sensacionalismo nas fases iniciais da doença. Sensacionalismo é caracterizado através da criação de um excesso de bilirrubina no corpo, o que, neste caso, geralmente resultam em obstrução das vias biliares no fígado. O indivíduo geralmente notar uma coloração amarelada da pele e do branco dos olhos como esta substância vermelha ocorre nos tecidos do corpo, que é um sinal claro para acabar com o uso do alfa c17 alkylated qualquer esteróide. Na maioria dos casos, a retirada imediata destes compostos é suficiente para reverter e prevenir danos maiores. Claro que, o atleta devem evitar a utilização por via oral durante um período prolongado, se não for permanentemente, se a condição de excesso de bílis ocorrer repetidamente durante o tratamento. Também uma boa idéia visitar o seu médico durante o tratamento oral para monitorizar os valores das enzimas hepáticas. Como a tensão é reflectida nas contagens de enzimas hepáticas bem antes de notar o excesso de bílis, este pode eliminar muitas das preocupações com o tratamento de esteróides orais.

Stress ou danos no rim:

Uma vez que os rins são envolvidos com filtração e remoção de produtos para o corpo, a administração de compostos esteróides (que são excretados em grandes quantidades na urina) pode causar um certo nível de exaustão. O dano real para o rim é mais provável de ocorrer quando o utilizador está a sofrer de esteróide grave pressão arterial alta, uma vez que neste estado, pode causar uma grande quantidade de stress sobre estes órgãos. Actualmente há alguma evidência para sugerir que o uso de esteróides pode estar relacionada com a ocorrência de tumor de Wilms, em adultos, que é um tumor de crescimento rápido no rim normalmente observada em crianças e bebés. No entanto, tais casos são tão raros que nenhuma relação foi estabelecida de forma conclusiva. Obviamente, os rins são vitais para a saúde de ninguém, portanto, a possibilidade de qualquer tipo de dano renal (embora baixa) não devem ser ignorados durante o tratamento com esteróides pesado. Se o usuário percebe um escurecimento da cor (em alguns casos, uma quantidade distinguível de sangue), ou dor ao urinar, diminuição do rim poderia ser uma grande preocupação. Outros sinais de alerta incluem dor na região lombar (particularmente na área do rim), febre e edema (inchaço). Se você teme danos ao organismo, os compostos administrados esteróides deve ser interrompido imediatamente e consulte o seu médico para descartar qualquer problema sério.

Como o estresse / dano renal é geralmente associada com o uso de compostos mais fortes aromatizam como a testosterona e Dianabol (que muitas vezes aumentar a pressão arterial), os indivíduos sensíveis à pressão arterial elevada tensão / rim não deve utilização de tais compostos, até problemas de saúde foram descartados de forma segura. Se você ainda requerem o uso de esteróides pelo indivíduo, pode ser uma boa idéia para evitar o uso de compostos fortes e optar por anabolizantes mais leves. Primobolan ®, Anavar e Winstrol ®, por exemplo, não converter ao estrogênio em tudo, e podem ser opções aceitáveis. Drogas também favoráveis ​​neste caso são Deca-Durabolin ® e Equipoise ®, que tem apenas uma tendência de baixa se converter ao estrogênio.

Virilização:

Desde esteróides anabólicos / androgênicos são hormônios masculinos sintéticos pode produzir uma série de alterações indesejáveis ​​quando introduzidos no corpo feminino. Isto inclui a possibilidade de "virilização", que se refere à tendência das mulheres a desenvolver características masculinas, enquanto a administração destes medicamentos. Os sintomas de virilização incluem engrossamento da voz, alterações na textura da pele, acne, irregularidade menstrual, aumento da libido, perda de cabelo (couro cabeludo), o crescimento de pêlos no corpo / facial / pubianos e crescimento do clitóris. Em casos extremos, os genitais de mulheres podem tornar-se muito desfigurada, e pode até ter uma aparência semelhante a do pênis. As mulheres devem claramente ter muito cuidado quando se considera o uso de esteróides, especialmente porque a maioria dos sintomas de virilização são irreversíveis. Os mais fortes compuiestos androgênicos devem obviamente ser fora dos limites, tornando atletas do sexo feminino foram cuidadosamente restringir o uso de anabolizantes apenas leves como Winstrol ®, Primobolan, Anavar ® e Durabolin (nandrolona ação mais curto). Nandrolona é realmente o hormônio preferido, como mostra o menor nível de androgênica a atividade anabólica. Porque mesmo esses anabolizantes leves têm potencial para causar problemas, os usuários devem se lembrar de ser conservador, com dosagens de medicamentos e duração do disparo. Claro, haveria uma boa ideia de uma pausa notável, após cada ciclo de modo que o corpo tempo para restaurar sufuciente equilíbrio hormonal.

Criar um Site Grátis  |  Crear una Página Web Gratis  |  Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net